9.3.10


A mulher

Sabe ser feminina sem sina de ser eterna mina,
Sabe ser menina mesmo em idade crescente,
Sabe ser grande em sonhos estridentes,
Sabe ser fervorosa em atitudes latentes,
Sabe acalentar as lamurias dos ascendentes,
Saber sorrir meios aos temíveis transigentes
E desmitidos descendentes dos diversos parentes.

Ser mulher é estar sempre a frente,
É viver fora do presente,
É agarrar as vertentes do ar primaveril,
É ser magistrada e devotada no mesmo instante,
É ter o futuro dominado pelo momento presente.
É procriar sonhos e fazê-los reluzentes.
Ser mulher é tentar cada vez mais revitalizar
Seus dias, sua vida, seu mundo e seus sonhos.

7.3.10